O Clássico dos Dançarinos

Palmeiras comemora vitória histórica no jogaço em Vila Belmiro. Foto: Ivan Storti.

'Clássico da Saudade', como é conhecido o jogo entre Santos x Palmeiras, conceitua muito bem o que é um confronto inesquecível. A disputa era pela 14ª rodada do Campeonato Paulista 2010, parecia mais uma fácil vitória dos 'Meninos da Vila', que com meia hora de jogo já colocava 2 a 0 no placar e comemoraram dançando. Mas o Palestra é time de tradicão nos bailes futebolísticos, de modo que a valsa poderia mudar a qualquer momento. E foi o que aconteceu na Vila Belmiro ontem, o Verdes empataram no final do 1º tempo, 2 a 2.; incrível!

Meninos da Vila dançam primeiro. Foto: Ivan Storti.

Os santistas engoliram em seco a nova dança palmeirense, e, tentando implementar o próprio ritmo no 2º tempo, atacaram a meta do goleirão Marcos. Paulo Henrique (Ganso), elegante meia do Peixe, fez grande jogada, talvez a mais bela por parte dos 'Meninos' ontem, e chutou forte; Marcos defendeu.

O Palmeiras dançou melhor. Foto: Ivan Storti.

Se de um lado o goleiro era consagrado, do outro, Felipe, jovem arqueiro peixeiro, não demonstrava muita segurança. Numa falha incrível do setor defensivo, o Santos levou gol do meia-atacante Diego Sousa; e da-lhe dancinha... Ganso deu assistência magistral e o baixinho Mádson, que acabara de entrar, empatou o jogo, 3 a 3. Ele tentou provocar os palmeirenses simulando um porco em alusão ao rival, pelo tamanho do provocador pareceu mais um 'porquinho da Índia', mas Neymar, reponsavelmente, ponderou a graça e convidou Mádson para dançarem alegres passos que já haviam ensaiado.

Nada parecia resolvido e o jovem talento Neymar fez falta feia no seu marcador Pierre e foi expulso - levou cartão vermelho direto, justo, não fosse o fato de que Pierre 'bateu' deslealmente o tempo todo nos adversários e não foi desclassificado do jogo. Depois disto, Robert, herói do jogo que marcou 3 gols para o Palestra, chutou de longe, depois de nova 'vacilada' do setor de zaga peixeira, e Felipe aceitou. 4 a 3, e dança da vitória palmeirense.

Clique em pausar, na barra lateral, e desabilite a rádio Stay Rock.

Os números indicam, depois do inesquecível 'Clássico dos Dançarinos' de ontem, que o Palmeiras tem 123 danças - ops! - 123 vitórias e o Santos 91, ainda há 77 empates, em 431 jogos disputados na história deste tradicional 'Clássico da Saudade'. Os números são frios e exatos, mas o que é afetado pela emoção mesquinha é a felicidade de alguns vendo o futebol pragmático e de choque vencer o futebol de arte e de alegria. É pena!


----// -------


Daniel Zappe/Vip.com
'Imperador' mandou recado. Flamengo vence Vasco, 1 a 0. Foto: globoesporte.com.

No Rio de Janeiro, debaixo de uma tempestade, o Flamengo venceu o Vasco, 1 a 0, no velho 'Maraca'; jogo válido pela 4ª rodada da Taça Rio, o 2º turno do Campeonato Carioca. Foi o reencontro dos dois gigantes do Rio depois de muito tempo. Adriano marcou e, por hora, é herói rubro-negro; ele mandou um recado para os cronistas: "Que Deus perdoe essas pessoas ruins". O goleiro romântico Bruno, também muito criticado por alguns, pegou 2 pênaltis, ontem batidos pelo atacante vascaíno Dodô, que, aliás, ainda não conseguiu se acertar no time de São Januário. No ano passado, Bruno já havia pego dois pênaltis, também num mesmo jogo, que foram batidos pelo meia Ganso, do Santos, partida válida pelo Brasileirão.

Do lado do Vasco, o garoto cruz-maltino Philippe Coutinho sofreu pênalti e recebeu até carinhoso beijo do rubro-negro Willians (que categoria!). A jovem revelação vascaína atuou muito bem no seu primeiro jogo contra o Flamengo - primeira vez do promissor atacante neste grande clássico e já pode ser também a última, já que ele está vendido para a Internazionale de Milão.

O 'Clássico dos Milhões' marca: 134 vitórias do clube da Gávea, contra 122 glórias da turma da Colina, 90 empates no duelo. 346 jogos na história do clássico, contando com o jogo de ontem:

Melhores momentos do 1º tempo do 'Clássico dos Milhões', no chuvoso Maracanã:

Clique em pausar, na barra lateral, e desabilite a rádio Stay Rock.

Melhores momentos do 2º tempo do clássico carioca:

Clique em pausar, na barra lateral, e desabilite a rádio Stay Rock.


Por Ricardo Novais