Cidade Chuva


Como chove!
É chuva de água,
Ou de vento?
Se chove tanto,
Que chova tudo!



Mais chuva de vento,
Mais chuva de pensamento.




Chove do céu,
E a vida passa.
Venta a ideia,
Venta a verdade.
Se fosse arrastado para o céu,
Ou seria uma brisa,
Ou seria engano.
Mas não chove no céu, enxugam...
E torcem bem, com um cândido pano.
.

O sol não conversa com a tempestade?
Não, é muito arrogante e vaidoso,
Sempre quer uma verdade...
Também não gosta do ar rarefeito,
Vive do brilho de um espelho.

Mas se ele é tão quixotesco...
.

Isto é um poema?
Não, não, não!

Não mesmo, seria muita pretensão.
Mas se fosse, seria da chuva.
Chuva que leva a vida,
Mas que lava o pensamento,
Aquele, igual ao vento!

__ __

Por RICARDO NOVAIS