Prêmio Jabuti

Ontem foi a entrega do Prêmio Jabuti de Literatura. Lançado em 1959, idealizado por Edgard Cavalheiro quando presidia a Câmara Brasileira do Livro, na atualidade é o mais reverenciado prêmio literário do Brasil.


Ao longo dos anos, o Jabuti foi acumulando novas categorias. Hoje contempla desde romances a livros didáticos, livros de ilustração a projetos gráficos.

No entanto, esta ‘bagagem literária’ adiquirida pelo Prêmio Jabuti foi também decaindo em genuinidade. Hodiernamente é mais um evento glamouroso para ‘intelectuais’ apreciarem chá frio com muito açúcar, do que um canal incentivador para a literatura brasileira.

Premiados desde ano:

Os escritores Moacyr Scliar e Marisa Lajolo foram os vencedores da 51.ª edição do Prêmio Jabuti, um dos mais importantes galardões literários brasileiros, nas categorias de melhor livro de ficção e não-ficção, respectivamente.
______________________________________________________________
"Manual da Paixão Solitária", do escritor Moacyr Scliar, já havia vencido a edição deste ano do Prêmio Jabuti, na categoria romance.
______________________________________________________________
"Monteiro Lobato: Livro a Livro", Marisa Lajolo, venceu na caegoria não-ficção.
______________________________________________________________

Parabéns aos literatos!

Por Ricardo Novais