27a. Rodada do Campeonato Brasileiro

No clássico Santos vs. Palmeiras, o Clássico da Saudade', apelido referente aos maiores times paulistas no auge do futebol brasileiro (década de 1960), o Palestra levou a melhor. Bateu o Peixe por 3 a 1, de virada – ô, “Luxa”, por que tirou o Pará? –, e se mantém líder da competição rumo ao seu Pentacampeonato Brasileiro. Os números históricos do clássico agora computam: 122 vitórias para o time verde, 91 vitórias dos peixeiros e 77 empates.

O São Paulo, que abriu bem a rodada vencendo o Náutico também de virada nos Aflitos no meio de semana, é o segundo colocado, cinco pontos atrás do líder Palmeiras. O Galo venceu bem ao Barueri no sábado, num Mineirão para mais de 47 mil expectadores, e foi beneficiado pelos tropeços dos rivais: Internacional, que decepcionou novamente perdendo de 2 a 0 para o Coritiba em Curitiba; e do Goiás, que viu o Glorioso arrebentar em pleno Serra Dourada: 3 a 1 Botafogo.

Do sul do País vem o jogo mais agitado da rodada: Grêmio 3 x 3 Sport Recife; como não acompanhei a partida, ressalto apenas o golaço de Jonas (ex-Santos – Ê, Teixeira!), artilheiro do campeonato ao lado de Tardelli do Galo e Vs. Ex. o "Imperador" Adriano, todos os três com 14 gols na tábua de artilharia.

Já no “Maraca” lotado, a torcida do Mengão entoou: “Ão, ão, ão, segunda divisão!” No Fla x Flu deu Flamengo: 2 a 0. A defesa do tricolor é brincadeira, hein! Que mãe! Não fosse o goleiro Rafael teríamos goleada no clássico. Adriano, Zé Roberto e o veterano, mas sempre bom, sérvio Pet acabaram com o jogo. Houve também um susto neste jogo, o atacante Alan, do Fluminense, desmaiou e o levaram às pressas para o hospital, na Quinta da Boa Vista. Está tudo bem com o jovem jogador tricolor; provavelmente sofreu, como muitos outros cariocas das Laranjeiras, de “adrianite crônica”. Por falar nisto, o "Imperador" deu um rolinho no zagueiro adversário... Ah, vá pra casa, Cássio! Vá pra casa!... Desculpe, ponderado leitor.

Mas no meio de semana tem mais; quem vence? Fluminense ou Corinthians? Pobre tricolor...
Já na série B, o líder absoluto, Vascão da Gama, ficou no 0 a 0 com o Braga, em Bragança Paulista, de baixo de uma chuva, meu amigo, mas uma chuva...

E a querida turma tricolor baiana deve tomar muito cuidado; já é a segunda rodada em que o sempre tradicional Bahia frequenta a zona de rebaixamento. Em vez de subir para a Série A vai descer para a Série C? Assim não dá!


Ricardo Novais