29a. Rodada do Campeonato Brasileiro

Por Ricardo Novais e Franco Lemes

Primeiramente, quero cumprimentar aos torcedores do Coritiba Foot Ball Club, o Campeão Brasileiro de 1985, que exatamente ontem completou 100 anos de glórias. Parabéns Coxa Branca!

Hoje terei a ajuda do meu amigo, professor de História,
Franco Lemes, para comentar a 29ª. rodada do Brasileirão. Ele aceitou prontamente ao meu convite de colaborar, às vezes, com toda a sua peculiar cultura neste Blog. Grato, professor!

Comecemos, então, pelos jogos do sábado, dia 10:

Ricardo: Jogo tranqüilo para o Timão, Ronaldo deitou e rolou (sem ofensas) aproveitando-se de sua genialidade sobre o confuso esquema tático do treinador do Grêmio – Paulo Autuori utiliza dois esquemas, um para jogos em casa e outro quanto o Tricolor dos Pampas joga fora de seus domínios. Pelo visto não está resolvendo...

Franco: Gorduchão” pedindo cartão amarelo para ser suspenso no próximo jogo? Para os “caras-de-pau” é: “peroba nele”!


Ricardo: Jogaço no “Maraca”. O Flamengo foi melhor que São Paulo, mas houve polêmica quanto ao pênalti feito pelo Tricolor; para mim foi falta e o goleiro-artilheiro Rogério Ceni de fato se adiantou. Portanto, acertou o árbitro.

Franco: Um “veterano” jogando bola como nunca?! Pet, o rei do “Maraca”!


Ricardo: Até que enfim, hein, o Tricolor venceu uma; ufa! Mas o “Flu” corre, corre e continua em último, segurando a lanterninha do campeonato. Nem com a graça de Nossa Senhora Aparecida o Fluminense sai dessa... – melhor é pedir a benção a João de Deus!

Franco:Tricolor só existe um, o resto é time de três cores”, a frase é do torcedor do Fluminense Nelson Falcão Rodrigues. Porém, este tricolor anda meio desbotado... Já sobre o Santo André, bem... A estância de Paranapiacaba, vale a pena conhecer, senhor leitor!


Ricardo: Confesso que não assiste a este jogo. O Coxa não pode comemorar o seu centenário com uma vitória. Ê Barueri estraga prazer.

Franco:Parabéns a você, nesta data querida; viva o Coritiba Foot Ball Club! Quanto ao Barueri: - Nós temos “AlphaVille”...


Ricardo: Entra técnico sai técnico e o Colorado continua a vacilar neste Campeonato Brasileiro. Poderia ter se encostado próximo ao líder, ultrapassado o São Paulo e assumido a segunda colocação; poderia ter avançado, no entanto, não avançou...

Franco: - Oh! E agora quem poderá nos ajudar? Eu! O Chapolin Colorado! Não contava com as astúcias as minhas astucias! Teria sido melhor do que Tite e Mário Sergio. Chamem o Chapolin, urgente!


Agora vamos aos jogos desta segunda:

Ricardo: Lamentável! Os torcedores peixeiros encheram o Pacaembu, mais de 30 mil espectadores, e o time do técnico “Luxa” só empatou com o time do técnico... Adivinhem de quem? Ele mesmo, o Professor, o malfadado Wagner Mancini – Se liga aí, hein Teixeira, ainda há débito com o Professor... Ai, meu R$ 1 milhão...

Franco: Ainda bem que não fui ao Pacaembu. Não perdi nada! E olha que meu pai, meu irmão (coitado!, um santista-mirim de 11 anos de idade) e meu tio insistiram e foram passar nervoso neste jogo. Concordo com o meu Ricardo: é mesmo lamentável!


Ricardo: Outro jogo que não acompanhei, mas ajudou o Galo, Inter e atrapalhou o Fluminense. Coisas do futebol...

Franco: Ah, Goiás! Que terra boa! Terra da linda Serra Dourada! “Ótimas” duplas sertanejas! E o jogo? Pois é... ficou 1 a 1.


Ricardo: Impressionante, o técnico Muricy Ramalho é mesmo um retranqueiro-mor. O time líder do campeonato está perdendo para outro que está na zona de rebaixamento e ele tira um atacante para fechar o meio-campo? Aí é “comer churrasco grego na Praça da Sé”. Já o Conjunto Timbu tem esperanças, ainda... Veremos!

Franco:Brincadeira de criança, como é bom, como é bom”. Feliz dia das crianças a todos os palmeirenses! Brincadeira mesmo, hein!


Ricardo: Bom jogo no Mineirão lotado. O clássico foi vencido pela Raposa graças ao goleiro Fábio – fez verdadeiros milagres na meta Azul. No entanto, considero que o Galo vacilou; era outro – assim como o Inter – que poderia ter assumido a vice-liderança. É; no dia das crianças quem mais brincou foi mesmo o Caboclo D´Água.

Franco: Grande Raposa! Cozinhou bem o Galo.


Ricardo: É bonito ver lotar as arquibancadas do belo Engenhão – que graças a um erro de marketing da diretoria do Botafogo, estava abarrotado de fanáticos alvinegros que não pagaram ingresso. Vacilou a administração do clube; assim como em campo, vacilaram os jogadores botafoguenses que apenas empataram, em casa, com o bom Avaí, do técnico "ex-menudo" Silas. Quantos vacilos nesta rodada; não? Ao menos o Fogão não voltou para a Zona da Degola. Cuide-se bem, Botafogo!

Franco: O Fogão vai ficar por lá mesmo! Como ontem o Cristo Redentor comemorava 78 anos, pode ser que o Botafogo Futebol & Regatas alcance alguma redenção... pode ser, pode ser... Ainda bem que o Guga (pé frio) não passou pelo Rio para torcer pelo Leão da Ilha!

___________________
COPA DO MUNDO 2010

Ricardo: Bolívia 2 x 1 Brasil? Perder para a Bolívia é duro; fazer o que... Mas o que eu gostaria de saber mesmo é: como aquele juiz que apitou Argentina e Peru não viu aquele pênalti descarado no atacante peruano aos 47’ do segundo tempo? Brincadeira! Fala a verdade, amigo torcedor; aquilo foi ou não foi um absurdo? Foi! A FIFA deveria rever este jogo e desclassificar a Argentina das Eliminatórias... Desculpe leitor, sei que deixei vazar alguma centelha de irritação. Não foi esta a minha intenção. Mas: vai Uruguai! Pra cima deles, Uruguai!

Franco: Sobre o jogo do Brasil: Melhor que a derrota seria se o grande goleiro do passado – o ex- tricolor e atual técnico de futebol, Zetti – estivesse lá na pequena área mastigando algumas folhas de coca boliviana... Impressionante, “meu”! Quero também dar os parabéns ao Chile, Alemanha, Dinamarca, Sérvia, Itália, Costa do Marfim, México e Estados Unidos que se classificaram neste final de semana para o Mundial que será disputado na África do Sul, ano que vem. Esqueci de alguém? Da Argentina, talvez? Ah, não. Acho que a Argentina ainda não se classificou; não é mesmo? Aos que já garantiram a vaga para a Copa: Vemos-nos todos lá! Para os nossos hermanos queridos não tenho nada a dizer: ah, rá, rá, rá!


*Obs.: Semana passada, no post sobre a 28.a rodada do Brasileirão Série B, eu chamava a atenção para aos Tricolores da Boa Terra sobre o risco de tornar a zona do rebaixamento. E não é que nesta rodada o Bahia está mesmo entre os que correm risco de disputar a Série C no ano que vem. Longe de ser mau agouro – até porque por aquelas bandas ninguém desafia entidades espirituais – o que me deixa triste é ver um clube tão tradicional, e grande, como o Bahia Esporte Clube não conseguir reerguer-se no cenário futebolístico nacional. É pena!