33a. Rodada do Campeonato Brasileiro

Impressionante! Eh, Brasileirão! Estádios cheios, emoção à flor da pele, pretensões e esperanças. No sul do País, o Internacional vacilou - de novo, hein! O Botafogo, com muita raça, venceu o jogo em pleno Beira Rio por 1 a 0, golaço de falta do excelente zagueiro Juninho. Ainda falando da tábua de baixo do campeonato, no 'Clássico dos Clássicos', Náutico vs. Sport, disputado no abarrotado Aflitos, o Timbú ganhou por 3 a 2, num jogo "eletrizado". Este também foi o placar do Mineirão, 3 a 2 para Fluminense - "Eu acredito" - e foi depois do Cruzeiro estar vencendo por 2 a 0, ter perdido penalti e ver a chance do título escapar para a esperança em três cores de tradição incontestável.

O título parece mesmo ter ficado entre Palmeiras - que arrancou um empate heróico contra o o Corinthians do genial Ronaldo e do bom jogador argentino Defrederico -; o São Paulo, que chegou com tudo para a disputa do 'caneco' vencendo o Barueri, mas num jogo "polêmico" (eh 'malinha' bendita!); também o Atlético, que conseguiu uma fantástica vitória contra o Goiás que, por sua vez, deu adeus ao título; e o Flamengo, que no sábado, ganhou do Santos, gol do 'Imperador' Adriano (mais um gol na tábua da artilharia, agora ele tem 17 gols, entretanto, Tardelli, do Galo, já tem 18), o goleiro Bruno pegou 2 pênaltis cobrados pelo jovem Paulo Henrique "Ganso" - ai Santos, começou o campeonato na 13ª posição e vem se mantendo no mesmo lugar durante todo o torneio; isto é que é coerência, hein! "Tá" louco!

Esta segunda-feira, feriado de respeito aos mortos, tem gostinho da ressaca do Brasileirão!


Por Ricardo Novais