Epílogo do Campeonato Brasileiro


Logo após terminarem os últimos segundos de vida (ou morte) do Brasileirão, fez-se uma reunião num bar da zona sul da cidade de São Paulo. Haviam torcedores do São Paulo, do Santos, do Corinthians (o palmeirense faltou, disse que preferia ficar em casa assistindo um filme qualquer do Rambo e comendo pipoca), um vascaíno e outro flamenguista, além de simpatizantes do Botafogo, do Fluminense, do Coritiba, do Internacional, do Grêmio e até do Bahia (que está na Série B). A discussão ora era acalorada (foi regada à cerveja), ora de consternação e também tinha momentos de pensamentos unânimes. Foi prova que ainda pode-se reunir apaixonados por futebol, num mesmo local, apenas para reverenciar o amor a este esporte.

Bem diferente do que se viu em Curitiba ontem. As imagens do jogo entre Coritiba e Fluminense (que rebaixou o Coxa e salvou o Tricolor), transmitidas ao vivo para todo o País, são estarrecedoras. A origem da balbúrdia está na administração que tomou conta do Coritiba este ano. Jair Cirino, presidente do clube, juntou-se com pessoas mais incompetentes do que ele, e demonstraram total falta de capacidade de lidar com pressão e crise. Decisões equivocadas e populistas; troca de treinadores estranhas, espaço excessivo para a principal torcida organizada. Resultado: um dos clubes mais tradicionais do Brasil está rebaixado à Série B em seu centenário. A partir do apito final do árbitro, o que se viu na cidade de Curitiba foi uma bárbarie; e o que é pior: sem previsão para o futuro, o dia de ontem parece o dia em que um gigante começou a morrer.



Apesar de também haver uma inacreditável briga entre os próprios torcedores do Flamengo no bairro do Leblon, no Rio de Janeiro, o clube da Gávea é, legítimo, Hexa-Campeão Brasileiro. Num Maracanã lotado e com uma festa incrível, o Mengão bateu os garotos do Grêmio (que não entregou o jogo, como se achava para prejudicar o seu rival Colorado) de virada e conquistou o título. Pet foi ovacionado, Adriano foi coroado 'Imperador do Rio' e o técnico Andrade ratificou sua história no clube rubro-negro, embora eu não o considere um estrategista e sim um 'boleirão camarada'.

Parabéns, Clube de Regatas do Flamengo!


Bem pertinho do 'Maraca', oito quilômetros apenas de distância, outro gigante do Rio, o Botafogo (com imensa torcida, o Biriba, o Biruta e o Perivaldo), fez uma festa linda para apoiar o time no estádio Engenhão, zona norte do Rio. Não é possível imaginar o que teria acontecido se as coisas não tivessem saído como planejadas para o Alvi-Negro. Talvez, se olharmos para o que aconteceu em Curitiba, poder-se-ia rever a realização de dois eventos futebolísticos de grande porte, e com torcidas organizadas, próximos e no mesmo dia. O Rio de Janeiro safou-se de uma tragédia também; graças, 'deuses do futebol'!

É curioso, mas o epílogo do campeonato é triste. Em Santos houve pancadaria entre torcedores do clube da Vila, talvez ainda seja motivação das eleições peixeiras, ou pior: vingança alvi-negra aos cruzeirenses, pois no jogo do primeiro turno do campeonato entre Cruzeiro e Santos também houve emboscada e confusão, em Belo Horizonte.

Para os lados do Parque Antártica, paira uma nuvem negra no ar. Os jogadores do Verdão estão sob ameaça das organizadas do Palmeiras.

Em Porto Alegre, os torcedores do Grêmio hostilizaram os jogadores do próprio time. Aí fica difícil, hein?

É este o País do futebol e da Copa do Mundo de 2014?

Num dia que deveríamos festejar a emoção do maior campeonato de futebol do planeta, apenas os torcedores rubro-negros tem motivo para comemorar.

Classificação final do Campeonato Brasileiro 2009 ficou assim: Flamengo, campeão; Internacional, vice; São Paulo e Cruzeiro (incrível, mas a Raposa ultrapassou o Porco e, o que é pior, também deixou o arqui-rival, Galo, na saudade...); Palmeiras, Avaí, Galo, Grêmio, Goiás, Barueri, Santos e Vitória, disputarão a Taça Sul-Americana como consolo; o Corinthians, que nem disputou de verdade o Brasileirão, já estava qualificado para a Taça Libertadores porque venceu a Taça do Brasil no meio do ano; Atlético-PR, Bota e Flu apenas escaparam da Série B; o centenário Coritiba e o Santo André juntaram-se a Náutico e Sport Recife no Z4 - infelizmente estarão na temível Segundona em 2010. Para estes lugares, estará de volta o, Gigante da Colina, Vasco, o Guarani (isto se os portugueses paulistas deixarem, mas isto é assunto para outro dia), o vovô Ceará e o Atlético-GO.

Diego Tardelli, do Galooo!!!, e o 'Imperador do Rio', Adriano, do Mengão Campeão!, foram os artilheiros do Brasileirão; ambos marcaram 19 gols cada na tábua de artilharia pesada de ataque.

O futebol carrega tudo, tem algo místico. Ah, Brasil, tu não podes perder, perder pra ninguém, muito menos para a barbárie; vencer, vencer, vencer!


Por RICARDO NOVAIS
______________________________________________________________

* Desenho rubro-negro de Vinicius Ferreira; imagens do Youtube. ** Fonte de pesquisa: Globo Esporte.Com; Gazeta do Povo.